CRUZEIRO APÓS PERDER O TÍTULO MINEIRO TEM JOGO DIFÍCIL PELA SUL-AMERICANA

Reportagem Frederico Mesquita

 

CRUZEIRO SE REAPRESENTA NA TOCA II E INICIA PREPARAÇÃO PARA O DUELO CONTRA O NACIONAL DO PARAGUAI

 

A equipe estrelada retomou os trabalhos na tarde desta segunda-feira, às 16h, na Toca da Raposa II, depois da derrota por 2 a1 no clássico com o rival, neste domingo, pela final do Campeonato Mineiro. A imprensa entrou no centro de treinamento celeste às 15h15. O próximo compromisso do Clube será internacional, contra o Nacional do Paraguai, pelo segundo jogo da primeira fase da Copa Conmebol Sul-Americana. A partida acontece na quarta-feira, às 19h15, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, capital paraguaia. Para classificar para a próxima fase, o Cruzeiro poderá até empatar a partida, já que venceu o primeiro jogo no Mineirão por 2 a 1, com gols de Thiago Neves e Ramón Ábila. Sem tempo para treinar, o técnico Mano Menezes aposta na experiência de alguns atletas para corrigir os erros cometidos na final do Estadual e voltar a Belo Horizonte com a classificação. “Você vê que o futebol é molezinha, né?! A gente joga uma final de Mineiro no domingo e na quarta tenho uma decisão no Paraguai. Mas é assim mesmo. O aprendizado vale por que alguns deles [jogadores] são bastante experientes, rodados em situações como essa … Eles já passaram por isso. Então, como comportamento de decisão, certamente a gente já leva alguma coisa daqui para quarta-feira”, comentou Mano Menezes.

 

ADVERSÁRIO – O Nacional é apenas o 8º colocado do Campeonato Paraguaio, com 17 pontos em 15 jogos. Nesse sábado, o adversário do Cruzeiro na Sul-Americana jogou com time misto e empatou fora de casa com o Sportivo Trinidense, lanterna da competição, que ainda não venceu no campeonato.

 

JOGADORES QUESTIONADOS – Os torcedores celestes ainda tentam entender o motivo de outra partida ruim do Cruzeiro diante do Atlético. Depois de um duelo fraco no Mineirão, a Raposa voltou a atuar abaixo do esperado e perdeu o jogo e o título para o Atlético. Muitos cruzeirenses ficaram decepcionados, em especial, com as ‘estrelas’ do time: o armador Thiago Neves e o atacante Rafael Sobis, dois dos principais salários do elenco. Enquanto o primeiro perdeu duas boas oportunidades quando a partida estava empatada em 1 a 1, o segundo foi neutralizado pela defesa alvinegra e, mais grave, perdeu a bola que resultou no gol da vitória do Galo. O fato de não ter tentado a marcação no lance do segundo gol do Atlético tem rendido ao atacante Rafael Sobis uma enxurrada de críticas. Ele recebeu um tranco legal de Marcos Rocha, perdeu a bola e ficou observando o lateral alvinegro avançar e armar a jogada do gol do título. Thiago Neves também tem sentido o peso da ira do torcedor. Maior salário do Cruzeiro, o armador teve duas oportunidades de virar o jogo para o Cruzeiro, mas desperdiçou as chances. Na melhor oportunidade, Arrascaeta o deixou livre de marcação, mas Neves errou a cabeçada.

 

SELEÇÃO DO MINEIRO – O Cruzeiro emplacou seis jogadores na seleção do Campeonato Mineiro, em promoção da Federação Mineira de Futebol e da TV Globo Minas. Representam o Time Celeste, maioria no time ideal da competição, o goleiro Rafael, o zagueiro Manoel, o lateral esquerdo Diogo Barbosa, o volante Henrique, o meia Arrascaeta e também o atacante Rafael Sóbis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *