ATLÉTICO SAÍ NA FRENTE MAS EMPATA COM O PATROCINENSE PELO CAMPEONATO MINEIRO

Saiba como foi o jogo com quatro gols disputado no estádio do Independência

 

O Atlético começou o jogo marcando no campo adversário e pressionando a saída de bola do Patrocinense. A primeira grande jogada foi aos sete minutos com Otero. O venezuelano recebeu pela esquerda, cortou para o pé direito e soltou uma bomba para a boa defesa do goleiro Negueti. Quatro minutos depois, o time de Belo Horizonte quase abriu o placar com Cazares. Na entrada da área, o equatoriano chutou colocado no canto esquerdo de Negueti que se esticou para desviar a bola pela linha de fundo. Em outro lance de ataque, Ricardo Oliveira recebeu a bola dentro da área e escorou para a chegada de Elias, desequilibrado para finalizar, o volante rolou para a finalização de Cazares, fraca e nas mãos de Negueti.

O Patrocinense respondeu e assustou a zaga do Atlético. Ademir arrancou pela direita e tocou para Berg chutar forte, obrigando Victor a fazer boa defesa. Depois de tanto insistir finalmente o gol atleticano saiu. Com 24 minutos, Otero cobrou escanteio fechado na primeira trave e o zagueiro Leonardo Silva desviou, de cabeça, para abrir o marcador fazendo 1 a 0. Após o gol, o jogo deu uma esfriada, só aos 35 minutos o Atlético voltou a assustar. Ricardo Oliveira recebeu fora da área e finalizou cruzado. Com perigo a bola passou à direita do gol de Negueti. No final do primeiro tempo, aos 47 minutos, o Atlético ampliou o placar. Fábio Santos recebeu na esquerda e cruzou forte, o zagueiro Diego Borges tentou cortar de cabeça e acabou mandando contra o próprio gol.

O segundo tempo e o Atlético com a vantagem no placar, começou morno, mas aos 14 minutos, o Patrocinense assustou e conseguiu marcar seu gol. Após ótima jogada de Ademir pela direita, ele cruzou na cabeça de Marcelo Régis, onde ele precisou apenas empurrar para o fundo das redes de Victor. Sem nada a perder, o Patrocinense seguiu pressionando em busca do empate, e veio aos 30 minutos com Ademir. Após boa jogada de Ângelo pela direita, ele cruzou na segunda trave, onde Genesis escorou de cabeça para o meio da área e Ademir apareceu para empurrar para o fundo das redes e empatar o jogo em 2 a 2. Com o empate, o Atlético foi forçado a voltar a jogar.

Após boa troca de passe, Cazares sairia na cara do gol, mas o zagueiro Rodolfo Mol matou a jogada, recebendo seu segundo cartão amarelo na partida. Após a expulsão, o Atlético com a vantagem de estar com um jogador a mais foi para cima do Patrocinense visando conseguir mais um gol e a vitória. Na cobrança de falta por Otero originada pela falta na barreira. O Atlético bem que lutou, pressionou até o fim, mas deixou os torcedores no Independência com o frustração do empate. Melhor para o Patrocinense, que volta para casa com um precioso ponto.

Na classificação, o Atlético está agora em quarto lugar com cinco pontos, mas perder posições devido ao complemento da rodada nesta segunda com a partida entre Democrata de Governador Valadares e URT de Patos de Minas que em caso de vitória passa o Atlético, já o Patrocinense figura na sexta colocação com os mesmos cinco pontos. O Cruzeiro é o líder com 10 pontos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *