ATLÉTICO VENCE O CRUZEIRO NO PRIMEIRO JOGO DA FINAL DO MINEIRO

Confira os detalhes da primeira partida da final do estadual no Independência

O jogo começou com o Atlético fazendo a primeira tentativa no lançamento de Adilson para Luan sobre o Cruzeiro e o goleiro Fábio fez a defesa. Em seguida, Patric cruzou pela direita e a defesa do time celeste afastou o perigo. Logo depois, foi Otero tentando surpreender o goleiro em chute de longa distância, aos cinco minutos, e a bola saiu à esquerda do gol de Fábio. Em novo ataque atleticano, Patric recebeu passe de Cazares na área, passou pelo seu marcador e finalizou para fora. Victor fez boa defesa aos nove minutos, no chute de fora da área de Egídio. Com 14 minutos, Cazares fez boa jogada na intermediária, arriscou o chute e a bola encobriu o goleiro Fábio após desviar em Henrique, mas acabou por cima do gol. Patric tentou novo cruzamento pela direita, aos 16 minutos, e a bola atravessou a grande área. Logo depois, Ricardo Oliveira entrou na área driblando e foi desarmado. O Atlético tinha maior poder ofensivo diante do Cruzeiro e voltou a levar perigo na conclusão de Cazares, para fora. Em outra jogada, com Otero cobrando escanteio fechado e a zaga cruzeirense fez o corte pelo alto.

No ataque seguinte, Ricardo Oliveira arriscou de fora da área, por cima do gol. Otero voltou a assustar Fábio em mais uma cobrança venenosa de escanteio, mas o goleiro fez a defesa. O Cruzeiro pressionou e Victor defendeu um arremate de Thiago Neves. Logo em seguida, Elias sofreu falta pela direita, Otero fez a cobrança e Ricardo Oliveira desviou para o gol na pequena área abrindo o marcador no Independência fazendo 1 x 0.

OUÇA O GOL DO ATLÉTICO – RÁDIO UNIVERSITÁRIA – NARRAÇÃO: JÚNIOR MURAD

 

Após abrir o placar, dois minutos depois Ricardo Oliveira recebeu lançamento na área, girou sobre o zagueiro e concluiu para a defesa de Fábio. Na parte final do primeiro tempo, aos 41 minutos, Otero cobrou escanteio pela direita, Adilson desviou de cabeça e a bola passou em baixo das pernas de Fábio e ampliar o placar para Galo 2 x 0. Ainda para completar o excelente primeiro tempo, o Atlético fez o terceiro gol novamente com Ricardo Oliveira, onde completou de cabeça no cruzamento de Otero pela esquerda em 3 x 0.

OUÇA O SEGUNDO E O TERCEIRO GOL DO ATLÉTICO – RÁDIO UNIVERSITÁRIA – NARRAÇÃO: JÚNIOR MURAD.

 

 

O Atlético voltou para a segunda etapa com a mesma formação e, depois de segurar com tranquilidade a pequena pressão do Cruzeiro nos 15 minutos iniciais, levou perigo no cruzamento de Otero pela esquerda, mas a bola atravessou a área. Com 17 minutos de partida, após um cruzamento de Patric pela direita, a bola sobrou para a finalização de Luan, defendida pelo goleiro Fábio. Otero cobrou falta pela esquerda, aos 21 minutos, para fora. Cazares tabelou com Ricardo Oliveira, aos 23, e chutou de fora da área, mas sem direção. Tomás Andrade entrou em campo e foi logo exigindo boa defesa do goleiro Fábio em chute cruzado, aos 33 minutos. No minuto seguinte, o argentino tentou enfiada de bola para Patric, mas ele ficou mais para a defesa. Victor fez boa defesa aos 35 minutos, no cabeceio de Sassá que quase marcou. Com 36 minutos, o Cruzeiro de tanto insistir conseguiu chegar ao seu gol de honra com o uruguaio Arrascaeta fazendo 3 x 1 no placar.

 

OUÇA O GOL DO CRUZEIRO – RÁDIO UNIVERSITÁRIA – NARRAÇÃO: JÚNIOR MURAD.

 

Na parte final do jogo no estádio do Independência, Otero cobro falta de longa distância e Fábio fez boa defesa. Na jogada seguinte, Cazares tentou chute colocado e a bola saiu à esquerda do gol. Cazares exigiu outra boa defesa do goleiro rival aos 42 minutos, em novo arremate da entrada da área. Com 43 minutos, Otero soltou a bomba de fora da área e Fábio fez a defesa. O Cruzeiro tentou mais duas vezes buscar diminuir a vantagem perante o maior rival Atlético, mas o placar final acabou com a invencibilidade do clube celeste no estadual ao perder no primeiro duelo da grande final pelo placar de 3 x 1. O Atlético agora tem boa vantagem para no próximo domingo, dia 8 de abril poder então confirmar o bicampeonato estadual, mas tudo pode ocorrer no estádio do Mineirão que será o palco em confirmar o novo campeão mineiro deste ano de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *