ATLÉTICO MINEIRO VENCE O CORINTHIANS E FICA ENTRE OS PRIMEIROS DO BRASILEIRO

Confira como foi o jogo disputado no estádio do Independência

O Atlético foi ao ataque pela primeira vez na boa jogada de Róger Guedes na esquerda e o cruzamento do atacante foi cortado pelo zagueiro. No ataque seguinte, Fábio Santos cruzou pela esquerda e o goleiro Cássio saiu para afastar o perigo. No rebote, Patric tentou de cabeça e a bola saiu por cima do gol. Ricardo Oliveira sofreu falta aos 19 minutos, onde Otero fez a cobrança e a bola explodiu no travessão. Com 23 minutos, Patric recebeu lançamento em posição legal pela direita e o auxiliar marcou impedimento inexistente do lateral. Em outro lance de ataque do time mineiro, Luan tentou de longa distância, a bola sobrou para Otero e o venezuelano exigiu boa defesa de Cássio. Em outra jogada, Patric salvou bola quase perdida pela direita, aos 37 minutos, e conseguiu um escanteio, Otero cobrou, Gabriel desviou de cabeça, Ricardo Oliveira tentou completar e a bola pegou na trave e sobrou para Róger Guedes mandar para o fundo da rede. Contudo, o gol foi anulado pelo árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva após consulta ao assistente adicional, alegando toque de mão de Ricardo Oliveira e a revolta dos torcedores. Já na parte final do primeiro tempo aos 46, Luan tentou chute colocado e Cássio fez a defesa. O Atlético teve uma última chance no escanteio pela direita cobrado por Otero, mas a bola atravessou a grande área.

O Atlético voltou para o segundo tempo com a mesma formação. Nos primeiros instantes, Luan arriscou finalização da entrada da área e a bola saiu por cima do gol. No ataque seguinte, Otero chutou de fora da área e Cássio fez boa defesa, cedendo escanteio. Otero cobrou pela direita e a bola pegou na rede pelo lado de fora. O time mineiro pressionava a área corintiana. Em uma jogada, Ricardo Oliveira recebeu lançamento na grande área pela esquerda e Cássio saiu bem do gol para desarmar o artilheiro atleticano. O Atlético seguiu pressionando no cruzamento de Otero pela direita, Ricardo Oliveira tentou ajeitar a bola e a defesa fez a interceptação.

Num lance polêmico, Ricardo Oliveira foi derrubado por Balbuena e pediu pênalti, mas a arbitragem nada marcou. O Corinthians finalizou aos 14 minutos, com Rodriguinho, mas a bola foi para fora. Três minutos mais tarde, Otero cobrou escanteio pela direita e a bola foi com muita força, saindo pela linha de fundo. O Atlético tentou novo cruzamento, desta vez com Fábio Santos, e a defesa do time paulista fez o corte. Com 19 minutos, Victor fez boa defesa no arremate de Emerson Sheik. No contra-ataque, Róger Guedes disparou pelo meio e chutou de fora da área, mas a bola desviou no zagueiro. Ricardo Oliveira tabelou com Róger Guedes pela esquerda, aos 21 minutos, e chutou cruzado para a defesa de Cássio. Otero cobrou escanteio pela direita e a bola na área até o corte da zaga.

O Atlético dominava totalmente o jogo, Luan tomou a bola na entrada da área, finalizou e houve o desviou em Henrique. Logo depois, Ricardo Oliveira recebeu passe na grande área pela esquerda e foi travado ao tentar o cruzamento. Com 29 minutos, Otero cobrou falta e Maycon parou a bola com a mão. O venezuelano cobrou a nova falta, desta vez mais perto da área, e a bola desviou na barreira. Com 33 minutos de jogo, Róger Guedes cabeceou para fora depois o cruzamento de Blanco pela direita. Gustavo Blanco avançou e mandou a bola no travessão.

A pressão atleticana era total. O técnico Thiago Larghi fez três mudanças de uma só vez. Ele colocou Matheus Galdezani, Elias e Alerrandro, substituindo Bremer, Gustavo Blanco e Luan, respectivamente. Na parte final do jogo no Independência ferveu aos 41 minutos, quando Patric cruzou pela direita e Róger Guedes, de peito, completou para o gol fazendo 1 x 0 e garantindo a vitória do Atlético sobre o Corinthians e figurar o time de Belo Horizonte em terceiro lugar na classificação do brasileiro nesta terceira rodada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *