Ramón Ábila é sondado por clube da China

O mercado de transferências para a China foi aberto há três dias, e os clubes do Oriente já estão de olho em jogadores da Europa e América do Sul. O Tianjin Quanjian, da China, procurou informações sobre o atacante Ramón Ábila, do Cruzeiro, com um representante do jogador na Argentina e tem o atleta com uma das possíveis contratações para esta temporada. A equipe é a mesma dos meias Jadson e Geuvânio e ainda negocia a rescisão do vínculo do atacante Luís Fabiano, que deverá retornar ao futebol brasileiro.

Ábila já havia avisado, em novembro, que um clube chinês já o havia procurado para negociar uma possível contratação. Depois, voltou atrás na declaração e desmentiu que estivesse de saída. O contrato do jogador com o Cruzeiro vai até a metade de 2020. Há dois dias, em entrevista a uma rádio argentina, Ábila disse que não hesitaria em responder sim.

– Se me chamam da China, fiquem tranquilos que vou. Idiota não sou – disse o atacante.

O Cruzeiro disse que não comenta sondagens a jogadores do clube e que informará quando tiver propostas oficiais. O Tianjin Quanjian vem investido pesado na janela de transferência. Nesta terça-feira, por exemplo, o clube acertou a contratação do volante belga Axel Witsel, que estava no Zenit, da Rússia. O Tianjin conquistou na temporada passada o acesso para a Primeira Divisão da China. O clube iniciou 2016 com Vanderlei Luxemburgo no comando, mas demitiu o brasileiro e contratou o italiano Fabio Cannavaro.

Lodeiro e Carrizo comemoram gol do Boca Juniors (Foto: AP Photo/Juan Karita)Carrizo (dir.) não vem sendo aproveitado pelo Boca Juniors (Foto: AP Photo/Juan Karita)

O clube mineiro ainda resolve uma pendência financeira na compra de Ábila. O Huracán, ex-clube do jogador, publicou nota oficial cobrando o Cruzeiro pela dívida de 1,5 milhão de dólares (cerca de R$ 5,4 milhões), referente a uma das parcelas da compra de metade dos direitos econômicos do atacante. Ábila foi contratado em junho pela Raposa por 4,2 milhões de dólares (R$ 13,44 milhões), incluindo taxas da negociação. A diretoria do Cruzeiro informou que irá quitar a situação nos próximos dias.

Meia argentino

Fora dos planos do Boca Juniors há seis meses, o meia Federico Carrizo foi oferecido ao Cruzeiro por um representante. O clube argentino procura ceder o jogador a outro clube, já que o técnico Guillermo Barros Schelotto não conta com ele. Outros clubes brasileiros e argentinos vêm recebendo o nome, mas até agora nenhum avanço. O último jogo de Carrizo, 25 anos, foi em setembro, pelo Campeonato Argentino. Desde então, ele não ficou sequer no banco de reservas e vem atuando pela equipe B do clube.

Deixe uma resposta

Topo