O CRUZEIRO E OS DESAFIOS ENTRE PRIMEIRA LIGA E CAMPEONATO MINEIRO

HEGEMONIA CONTRA O TUPI, VITÓRIA SOBRE A CHAPE E DUELO DE POSIÇÕES NO ATAQUE.

 

O Cruzeiro voltará a campo neste sábado (11) pela terceira rodada do Campeonato Mineiro. O adversário será o Tupi. A partida acontece no estádio Jornalista Mario Helênio, às 16h30, na cidade de Juiz de Fora. O confronto entre as equipes já aconteceu 48 vezes pelo estadual. Foram 34 vitórias do Cruzeiro, 12 empates e duas vitórias do Tupi. A Raposa fez ao todo 115 gols e a equipe interiorana marcou 24. Na cidade de Juiz de Fora, foram disputadas 32 partidas, com 17 vitórias do Cruzeiro, 10 empates e cinco triunfos conquistados pelo time da casa.

 

O Cruzeiro marcou 52 gols e sofreu 29. Já no estádio Municipal Radialista Mário Helênio, foram nove jogos. A equipe celeste venceu cinco, empatou três e perdeu apenas uma vez, marcando 18 gols e sofrido sete. A equipe que encara o Tupi deve ser a considerada “titular”, uma vez que foi poupada no jogo da Primeira Liga desta quinta-feira. O Cruzeiro deve ir à campo com: Rafael, Ezequiel, Leo, Manoel, Diogo Barbosa, Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Arrascaeta, Alisson e Sóbis.

 

VITÓRIA SOBRE A CHAPE

 

Ramón Ábila está mesmo impossível!

 

Após marcar os dois gols da vitória sobre o Tricordiano, o camisa 9 celeste anotou mais dois gols e determinou o triunfo pelo placar de 2 a 0 em cima da Chapecoense, garantindo a classificação antecipada do Maior de Minas para a próxima fase da Primeira Liga, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Mineirão. Outros destaques ficaram por conta de Élber, que completou seu centésimo jogo com a camisa celeste, além de Lucas Silva e Fabrício, que fizeram suas reestreias pelo clube de Belo Horizonte.

 

VOLTA EM GRANDE ESTILO

 

O volante Lucas Silva, bicampeão brasileiro pelo clube em 2013 e 2014, fez sua reestreia pela equipe, ao entrar na segunda etapa da partida, no lugar de Hudson. O volante comemorou o feito de voltar a atuar com a camisa estrelada e o apoio da Nação Azul, que tanto o incentivou nesse retorno. Além de entrar muito bem na partida, e participar bastante das investidas da equipe ao ataque, o volante por pouco não deixou sua marca contra Chapecoense. O lance aconteceu na intermediária e só não resultou em gol porque o arqueiro adversário fez grande intervenção e colocou a bola para escanteio.

 

RAMÓN ÁBILA OU RAFAEL SÓBIS?

 

As últimas grandes atuações do atacante Ramón Ábila, que marcou quatro gols nas últimas duas partidas, acirraram ainda mais a briga por uma vaga no ataque do Cruzeiro. Atualmente, Rafael Sóbis é considerado o titular da posição. Nas duas vezes em que o técnico Mano Menezes não poupou nenhum jogador, Sóbis foi o atleta que atuou como referência no ataque. Ele foi titular em duas partidas oficiais contra Villa Nova e Atlético, mas não balançou as redes.

 

 

 

Deixe uma resposta

Topo