CALDENSE GARANTE EMPATE NO FIM CONTRA O AMÉRICA EM POÇOS DE CALDAS

A Veterana esteve duas vezes atrás no placar e buscou o resultado. O jogo passou a ter mais emoção na segunda etapa e brindou aos torcedores que foram no estádio Ronaldão com uma grande disputa e quatro gols balançaram as redes e um duelo eletrizante.

 

Saiba mais como foi a partida

 

A Caldense começou melhor e buscou criar situações de ataque pelos lados do campo. Já o América conseguiu segurar as ações do time mandante. O time de Belo Horizonte se equilibrou em campo e passou a mandar no jogo, controlando as jogadas ofensivas e as chances de gol na primeira etapa. Logo o Coelho quase marcou com Pará, mas parou nas mãos do goleiro Neguete e ao longo do primeiro tempo fazendo boas defesas. Já aos 34 minutos, Cristiano deixou o campo sentindo dores, e Ewerton Maradona entrou em seu lugar. Experiente, o meia da Caldense deu mais qualidade nas jogadas ofensivas. No último lance da etapa inicial, ele cobrou uma falta com perigo, mas a defesa americana afastou. O placar ficou mesmo zerado sem balançar as redes no estádio Ronaldão, em Poços de Caldas.

 

No intervalo, o técnico Enderson Moreira fez mudanças na equipe para melhorar o setor de meio-campo, com Gerson Magrão no lugar de Tony. O meia apareceu como elemento surpresa para marcar o primeiro gol do jogo, isso aos nove minutos. A jogada começou pela direita, com Felipe Amorim ao cruzar na cabeça de Renan Oliveira, que cabeceou para baixo, como manda a cartilha. Neguete espalmou, mas no rebote Magrão estava lá para conferir. O gol mudou a intensidade da partida. Três minutos depois, a Caldense deu a resposta na jogada do empate também construída pela direita. Após um cruzamento de Grafite, Luiz Eduardo subiu e cabeceou firme, sem chances para o goleiro João Ricardo. A Caldense foi para cima jogando em casa e com apoio de seus torcedores. O técnico Thiago Oliveira colocou Wellington Rato no lugar de Álvaro, após igualar o placar ele teve boas chances de virar o jogo.

 

A Veterana pressionava, quando Zambi por pouco não marcou em um lance de cruzamento pela esquerda. O atacante não alcançou a bola, que ficou para João Ricardo. A máxima do “quem não faz, leva” aconteceu. Depois de desperdiçar as chances de virar o jogo, a Caldense viu o América mais uma vez assumir o controle da partida. Em uma jogada aos 26 minutos, Ernandes cobrou lateral na área e Renato Justi sofreu pênalti ao ser agarrado pelos adversários na tentativa de domínio. O atacante Hugo Almeida bateu no canto direito de Neguete e o América fez 2 a 1.

 

A partir daí, a Caldense se lançou totalmente ao ataque, visando poder correr atrás do prejuízo perdendo em casa. Tudo indicava que o América conseguiria administrar a vantagem e segurar a vitória, mas aí veio o fator surpresa no final do jogo. Já aos 45 minutos, na pressão final pelo empate, Ewerton Maradona levantou bola na área, e Marcelo desviou de cabeça para igualar mais uma vez o placar dando alívio aos torcedores nas arquibancadas. Os dois times ainda tiveram mais uma chance cada, mas a rede não balançou. Pelo lado da Caldense, Ewerton Maradona invadiu a área, finalizou e parou em João Ricardo. No lado americano, Felipe Amorim recebeu belo passe de Gerson Magrão na direita da área e chutou por cima do gol. No fim após um jogo movimentado e com muitas chances desperdiçadas o placar final foi dois gols para cada lado, no empate por 2 a 2. No próximo domingo, dia 19 de fevereiro, o América encara o clássico contra o Atlético, já a Caldense irá enfrentar o outro América, mas de Teófilo Otoni, jogando fora de casa.

 

Fonte – Superesportes

Deixe uma resposta

Topo