CRUZEIRO PRONTO PARA O CLÁSSICO CONTRA O ATLÉTICO PELO ESTADUAL

Reportagem Frederico Mesquita atualização 20:40 horas

 

CRUZEIRO CRITICA FEDERAÇÃO MINEIRA E ACUSA DIRIGENTES DA ENTIDADE DE “VESTIREM A CAMISA DO ATLÉTICO”. TIME PARA O CLÁSSICO ESTÁ PRATICAMENTE DEFINIDO!

 

O Cruzeiro recebeu nesta sexta-feira, com indignação, a decisão da Federação Mineira de Futebol de liberar a entrada de instrumentos musicais, bandeiras e faixas na torcida do Atlético no clássico deste sábado. Na nota oficial divulgada na tarde desta sexta-feira, o clube Celeste usa o termo “parcial” ao classificar a medida. O Cruzeiro alega que o presidente da FMF, Castellar Neto, não atendeu a ligações de gestores do clube e dá a entender que dirigentes da entidade “vestem a camisa”. “Esperamos que um dia a Federação Mineira de Futebol volte a ser independente e imparcial, sem que seus dirigentes vistam a camisa de seu clube de coração, e que todos os seus filiados recebam o mesmo tratamento”, diz a nota. A polêmica ganhou força a partir dessa terça-feira, após reunião que definiria detalhes para o clássico. O Cruzeiro proibiu a entrada de instrumentos musicais, bandeiras e faixas carregados por torcedores do Atlético como forma de retaliação a medidas semelhantes ocorridas em jogos com mando alvinegro. O Cruzeiro chegou a anunciar o veto oficialmente. Outra exigência era a não entrada de alvinegros “mirins” com os jogadores antes do início da partida – pedido também negado pela Federação. O Atlético enviou ofício à FMF e conseguiu reaver todas as exigências do Cruzeiro. Na nota, o clube celeste cita trecho da ata da reunião da última terça-feira que diz das proibições. Na sequência, critica mais uma vez o presidente da entidade. A nota oficial divulgada pelo Cruzeiro é encerrada com uma promessa: “qualquer incidente que ocorra no estádio, em função dos desmandos da Federação Mineira de Futebol, será atribuído exclusivamente ao Senhor Castellar Neto e à FMF”.

 

MANO CONFIRMA ARRASCAETA – O último dia de preparação cruzeirense para o clássico mineiro foi iniciada com a coletiva do treinador Mano Menezes, na Toca da Raposa II. O técnico não revelou a equipe que iniciará a partida neste sábado, às 16 horas, no Mineirão, mas confirmou a volta de Arrascaeta entre os titulares. O camisa 10 ficou de fora das duas últimas partidas, quando serviu à seleção uruguaia nas eliminatórias para a Copa do Mundo. “A equipe vocês vão ficar sabendo uma hora antes do jogo. Temos algumas possibilidade, uma delas é a volta do De Arrascaeta, que vai iniciar o clássico. Os outros, a maneira que a gente vai jogar, a gente deixa para a hora do clássico, pois é parte importante do processo. Não gosto quando vou para o jogo e não sei a escalação do adversário. Então, vamos segurar”, disse o comandante celeste. Sobre a semana de preparação para o confronto, Mano acredita que a motivação é um fator importante, porém é necessário ajustar a equipe e mostrar aos jogadores a importância de se vencer o jogo de grande e histórica rivalidade.

 

TIME PARA O CLÁSSICO – As três novidades na convocação são o uruguaio Arrascaeta, o equatoriano Kunty Caicedo e o argentino Lucas Romero. Um possível time titular terá  Rafael; Ezequiel, Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson, Ariel Cabral (Lucas Silva), Thiago Neves e Alisson (Ábila); Arrascaeta e Rafael Sobis. Dos atletas à disposição da comissão técnica, ficaram de fora os goleiros Fábio e Lucão, o zagueiro Murilo, o volante Nonoca e o meia Alex. Henrique, Robinho e Judivan estão no departamento médico.

Deixe uma resposta

Topo