CRUZEIRO APÓS VENCER CLÁSSICO SE PREPARA PARA COPA SUL-AMERICANA

Reportagem Frederico Mesquita atualização 20:35 horas

 

CRUZEIRO AMPLIA INVENCIBILIDADE SOBRE O ATLÉTICO ANTES DA ESTREIA NA COPA SUL-AMERICANA

 

O Cruzeiro ampliou sua invencibilidade perante o Atlético e venceu mais um clássico, neste sábado (1º), pelo Campeonato Mineiro. A Raposa, sem chance de tirar a liderança do rival, pôde fazer a festa no Mineirão e vencer, pela segunda vez no ano. Desta vez, com um placar de 2 a 1. A hegemonia azul sobre o maior rival agora é de sete partidas e já dura quase dois anos. Com a derrota o Galo perde a invencibilidade no Campeonato Mineiro e, assim como aconteceu em 2012 com Cuca, deixa escapar a chance de alcançar a 10ª vitória seguida na primeira fase do Estadual, o que seria um recorde. Já o Cruzeiro ganha um ânimo sem preço para a sequência de partidas decisivas em abril. Afinal, até gritos de “olé” foram ouvidos no Mineirão, na reta final da partida. O Cruzeiro foi assim escalado: Rafael, Ezequiel, Léo, Manoel e Diogo Barbosa (Fabrício); Hudson e Ariel Cabral (Lucas Silva); Thiago Neves, Arrascaeta e Rafinha (Ábila); Rafael Sóbis. Técnico: Mano Menezes.

 

COPA SUL-AMERICANA – O Cruzeiro estreia na competição internacional nesta terça-feira, às 21h45, no Mineirão contra o Nacional do Paraguai. O duelo de volta ocorrerá em 10 de maio, às 19h15 (de Brasília), em Assunção. O Cruzeiro divulgou na manhã desta segunda-feira a lista de jogadores inscritos e a numeração para a Copa Sul-Americana. Ao todo, 30 atletas foram registrados no torneio internacional. Murilo, Nonoca e Raniel, jovens recém-integrados ao profissional, estão na relação. A numeração segue o padrão atual do time. A diferença está em atletas que usam numerais acima de 30. A Conmebol utiliza como regra a numeração sequencial, vetando números grandes. Assim, o meia-atacante Rafinha, que usualmente joga com a 70, atuará com a 18 na Sul-Americana. Outro que mudará é o meia Alex, que passa do 38 para o 28, além de Fabrício, que usa a 33, mas ficará com a camisa 21.

 

PREPARAÇÃO – Menos de 24 horas depois da vitória no clássico desse sábado 2 a 1 sobre o Atlético, no Mineirão, o Cruzeiro já voltou aos trabalhos na Toca da Raposa II. A pressa se justifica, já que o próximo compromisso bate na porta. Como de praxe nos treinos logo em seguida de jogos, os titulares fizeram um trabalho regenerativo na parte interna do CT. O único em campo foi o goleiro Rafael, que treinou normalmente com o preparador de goleiros Robertinho. Os reservas realizaram atividade técnica no gramado.Alisson ainda não voltou a treinar. O meia ficou fora do clássico em função de um edema na coxa direita. Quem jogou no lugar dele foi Rafinha, que deve permanecer no time titular e falou sobre a mudança do foco do Estadual para a Sul-Americana e a importância do resultado no dérbi mineiro para a confiança da equipe. O Cruzeiro fechou a preparação para a estreia na Sul-Americana nesta segunda-feira, às 16 horas, na Toca II.

 

Deixe uma resposta

Topo