CRUZEIRO ENFRENTA O SPORT NO RECIFE PELA SEGUNDA RODADA DO BRASILEIRO

Reportagem Frederico Mesquita

 

CRUZEIRO VAI PARA RECIFE COM HISTÓRICO DE VANTAGEM SOBRE O SPORT PELO CAMPEONATO BRASILEIRO.

 

No próximo domingo, Cruzeiro e Sport se enfrentarão pela 35ª vez na história do Campeonato Brasileiro.  A partida, válida pela segunda rodada do torneio, acontece às 19h, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). No confronto, foram 17 vitórias do Cruzeiro, oito empates e nove derrotas. O Cruzeiro marcou 44 gols e o Sport 24. Na última partida no estádio, ano passado, triunfo de 1 a 0 para a Raposa, com gol de Henrique. Na capital pernambucana, as equipes se enfrentaram 22 vezes, com 7 vitórias da Raposa, 8 empates e 7 triunfos do time da casa. Na Ilha do Retiro, aconteceram 18 partidas. O time Celeste venceu seis, empatou cinco e perdeu sete, com 15 gols marcados e 17 sofridos. Pelo Brasileirão, foram 16 partidas. O Cruzeiro venceu cinco, empatou quatro e perdeu sete, com 13 gols marcados e 17 sofridos. As maiores goleadas entre os clubes aconteceram no Campeonato Brasileiro e a favor da Raposa. No primeiro jogo oficial, em 1971, o Cruzeiro venceu por 5 x 1 no Mineirão, com gols de Tostão (2), Perfumo, João Ribeiro e Lima para a Raposa e Vanderlei para o Sport. O mesmo placar se repetiu em 1991, com gols de Charles (2), Luís Fernando, Paulão, Luís Gustavo para o Maior de Minas e Hélio para o time pernambucano, também pela competição nacional.

 

TREINO – Mano Menezes comandou atividade técnica, na Toca da Raposa II, e voltou a mostrar o time que deverá começar a partida no Recife. O treinador segue à espera de Thiago Neves, que realizou atividades físicas com o preparador Eduardo Silva em um dos campos do CT. Assim como nas outras atividades da semana, Mano escalou a formação titular com Fábio; Lucas Romero, Leo, Dedé e Diogo Barbosa; Hudson e Henrique; Rafinha, Arrascaeta e Alisson; Ramón Ábila. Os reservas participaram da atividade com Rafael; Lennon, Nonoca, Kunty Caicedo e Fabrício; Lucas Silva, Ariel Cabral, Bryan e Alex; Rafael Marques e Raniel. Num segundo momento da atividade, Ariel Cabral integrou o time titular na vaga de Hudson. Fora do último jogo do Cruzeiro, a estreia no Campeonato Brasileiro em vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, o meia Thiago Neves ainda sente dores no joelho direito. Nesta quinta-feira, porém, ele realizou atividades leves, ainda em campo separado ao dos demais companheiros. Não há confirmação de que ele esteja à disposição de Mano para o duelo do fim de semana.Robinho, Elber, Marcos Vinícius e Judivan seguiram trabalhando parte física. Nessa quarta, o quarteto já havia trabalhado sob orientação dos preparadores do Cruzeiro. A novidade foi Ezequiel, que saiu da academia e se juntou aos colegas que realizavam exercício físico. O lateral-direito ainda se recupera de um problema na região do quadril. Além dos treinamentos, o dia na Toca da Raposa II foi de intensa movimentação.

 

O Cruzeiro apresentou o atacante Rafael Marques como seu novo reforço. O atacante de 33 anos aproveitou para explicar suas características de jogo, como pode ajudar a equipe e ser utilizado por Mano Menezes. Rafael Marques chega ao Cruzeiro com contrato até dezembro de 2018. O atacante foi envolvido na negociação que levou o lateral-direito Mayke, da Raposa, também por empréstimo, ao clube paulista. Nesta temporada, Marques foi pouco aproveitado e fez somente um jogo – marcou um gol – com a camisa alviverde no Campeonato Paulista.Rafael também deu detalhes do próximo alvo celeste no mercado de transferências. Ele disse conhecer Sassá dos tempos de Botafogo e elogiou a força e capacidade do ex-companheiro. Se depender de Marques, o jovem botafoguense pode ser próximo a desembarcar em Belo Horizonte.

 

SASSÁ – O presidente Gilvan de Pinho Tavares mostrou otimismo com a possibilidade de o Cruzeiro contratar o atacante Sassá, do Botafogo. Em entrevista coletiva, na Toca da Raposa II, o presidente afirmou que o jogador é um sonho antigo da cúpula celeste e que sua chegada a Belo Horizonte “poderá se tornar realidade”. Ele ressaltou, no entanto, que ainda não há nada de concreto. Sassá tem vínculo com o Botafogo até dezembro e, em julho, já poderia assinar contrato com outro clube. Justamente por isso, é interesse da diretoria alvinegra ter algum ganho com o atleta neste momento sob risco de que ele saia sem custos ao fim da temporada. À nossa reportagem, na quarta-feira, o presidente do alvinegro descartou, porém, uma troca simples pelo atacante Neilton, que pertence ao Cruzeiro e está emprestado ao São Paulo. Ele teve boas temporadas pelo time da estrela solitária em 2015 e 2016.

Deixe uma resposta

Topo