BOA ESPORTE EMPATA E GARANTE O VICE CAMPEONATO DO MINEIRO MÓDULO 2

O Boa Esporte colocou em campo neste sábado pela décima e última rodada do hexagonal final do Campeonato Mineiro pelo módulo 2 o que tinha de melhor contra o Uberaba que atuou como time mandante, mesmo com a saída de cinco titulares que deixaram a equipe. Mesmo assim, o Uberaba apenas cumprindo tabela segurou as ações do Boa Esporte durante toda a partida. O time de Varginha chegou a acertar a trave no lance de Léo Baiano e em outra oportunidade de Igor Brondani onde perdeu o gol cara a cara nas melhores chances da equipe do sul de minas durante o primeiro tempo. Desinteressado na partida, a equipe do triângulo mineiro não fazia questão de criar jogas de ataque e não levava tanto perigo a zaga do adversário.

 

Na parte final, o Boa Esporte lutou e continuava pressionando o rival, mas faltava objetividade na conclusão das jogadas. Quase todas as tentativas foram proporcionadas pelo time de Varginha, mas no momento da finalização a bola sobrava para a zaga ou no goleiro Gilson, que foi o melhor jogador em campo. Já aos 49 minutos, nos acréscimos, Danilo quase fez, mas como nas várias oportunidades durante a partida, o goleiro salvou e assim o resultado final foi um 0 a 0 em Uberaba com um ponto somado para cada lado. Com isso, o Boa Esporte já garantido na primeira divisão do Campeonato Mineiro em 2018 terminando com o vice-campeonato. O Patrocinense conquistou o título ao vencer o Nacional de Muriaé.

 

 

Patrocinense é campeão do Módulo II goleando o Nacional em Muriaé O jogo entre Patrocinense e Nacional de Muriaé só contou com 20 minutos de tempo pela última rodada do hexagonal final do módulo 2. O árbitro Cleisson Veloso Pereira terminou o confronto antes do fim do primeiro tempo, quando o Patrocinense goleava por 4 a 0, depois que o Nacional ficou com apenas seis jogadores em campo. Os gols do time de Patrocínio foram marcados por: Jackson Five, Ademir, Quilder e Pedrinho.  

 

O Patrocinense foi para cima do adversário e contando com o apoio dos torcedores nas arquibancadas. Logo aos dois minutos abriu o placar com Jackson Five. Em seguida, Ademir fez o segundo. O Nacional de Muriaé perdeu o primeiro jogador com nove minutos, quando Valdeir deixou o campo. Não demorou muito e aos 13, pênalti sobre o zagueiro André Alves cobrado por Quilder, que assumiu a artilharia com sete gols, após o terceiro gol. Ainda deu tempo do Patrocinense fazer mais um. No cruzamento pela esquerda, Pedrinho cabeceou no contra pé aos 20 minutos balançando as redes pela quarta vez na primeira etapa. Logo após o gol, o atacante Igor, do Nacional de Muriaé, caiu com problemas.

 

O time visitante ficou com seis em campo. Os jogadores do Patrocinense conversaram com os atletas que permaneceram em campo pedindo para, pelo menos, terminar o primeiro tempo. O árbitro da partida, Cleisson Veloso Pereira se reuniu com os assistentes e encerrou o jogo aos 22 minutos, isso porque nenhum dos jogadores tinham condições de entrar em campo. Com isso, o Patrocinense sagrou-se o campeão mineiro da segunda divisão ao somar 21 pontos, com seis vitórias, três empates e uma derrota.

Deixe uma resposta

Topo