CRUZEIRO APÓS O EMPATE COM O SPORT NO RECIFE TERÁ NOVOS DESAFIOS

Reportagem Frederico Mesquita

 

CRUZEIRO JOGA MELHOR, MAS EMPATA COM O SPORT, NO RECIFE. HUDSON PODE JOGAR NA LATERAL DIREITA

 

Em noite inspirada do goleiro Magrão, o Cruzeiro jogou melhor, dominou a partida, principalmente na segunda etapa, mas não conseguiu a vitória diante do Sport, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). Se houvesse um pouco mais capricho nas finalizações ou mesmo no último passe, o time celeste poderia ter deixado o gramado com sua segunda vitória no Brasileirão. O time celeste ficou no empate em 1 a 1 com o Sport, pela segunda rodada da competição, na noite deste domingo. Os celestes abriram o placar com Alisson, enquanto Diego Souza, de pênalti, deixou tudo igual, ambos os gols no primeiro tempo, em partida que teve ainda a estreia de Rafael Marques com a camisa azul e branca. Com o resultado, a equipe comandado por Mano Menezes chegou a quatro pontos no torneio. O Cruzeiro regressou à Belo Horizonte nesta segunda-feira e, já começou os trabalhos para a próxima partida do Campeonato Brasileiro diante do Santos, domingo, às 19 horas, na Vila Belmiro.

 

ESTREIA DE RAFAEL MARQUES – O atacante Rafael Marques celebrou a estreia pelo Cruzeiro. Ele entrou e se movimentou bem, mas não conseguiu balançar as redes. Rafael Marques foi acionado aos 17 minutos do segundo tempo. O atacante começou jogando aberto pelos lados, mas, com a saída de Ábila, atuou como centroavante. Ele comemorou a oportunidade de poder voltar a jogar, já que não vinha sendo utilizado no Palmeiras, seu ex-clube. Polivalente, Rafael Marques disse que pode atuar nas pontas, como centroavante e até de armador.

 

ESCALTE – SPORT 1 X  1 CRUZEIRO
Motivo: 2ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Público: 4.459 pagantes
Gols: Alisson aos 19 e Diego Souza aos 33 minutos do primeiro tempo.
Sport: Magrão, Samuel Xavier (Evandro), Durval, Matheus Ferraz e Raul Prata; Neto Moura (Juninho), Ronaldo (Fabrício) e Rithely; Osvaldo, Rogério e Diego Souza. Técnico: Ney Franco
Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero (Ariel Cabral), Dedé, Léo e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Rafinha (Rafael Marques), De Arrascaeta , Alisson, Ramón Abila (Alex). Técnico: Mano Menezes
Cartão amarelo: Raul Prata, Diego Souza, Fabrício (Sport), Raniel, Ariel Cabral e Léo (Cruzeiro).

 

HUDSON NA LATERAL DIREITA – O empate diante do Sport marcou o retorno de Ariel Cabral ao Cruzeiro. Recuperado de trauma na região pélvica, o argentino substituiu o compatriota Lucas Romero no segundo tempo e foi importante para a melhora de produção da equipe. Tanto que o técnico Mano Menezes indica a permanência do volante para a sequência. Nesse caso, Hudson, que vem se destacando entre os titulares, seria uma opção para a lateral direita. Sem um especialista, já que Ezequiel ainda está no departamento médico, em tratamento no quadril direito, Mano pensa em aproveitar o retorno de Ariel Cabral para deslocar Hudson à lateral direita. O jogador já foi utilizado na função quando defendia o São Paulo, de onde saiu para o Cruzeiro. O treinador celeste disse que vai avaliar o desempenho dos atletas nas atividades da semana, já que a equipe celeste só volta a campo diante do Santos, no dia 28 de maio.

 

NOVO CENTRO DE TREINAMENTO – Os anos se passam, mas a Toca da Raposa I permanece como referência entre os centros de treinamentos no Brasil. Os motivos são simples: investimento e renovação. E exatamente partindo desta concepção que a atual gestão do presidente cruzeirense, Gilvan de Pinho Tavares, irá inaugurar, nesta terça-feira, na Toquinha, o Centro de Treinamento de Força das Categorias de Base do Cruzeiro Esporte Clube. O evento está marcado para as 12 horas e contará com a presença de toda a cúpula cruzeirense, reforçando a integração entre o profissional e a base estrelada.

Deixe uma resposta

Topo