CRUZEIRO APÓS CLASSIFICAÇÃO NA COPA DO BRASIL ENFRENTA O VITÓRIA NO BRASILEIRO

Reportagem Frederico Mesquita

 

MANO MENEZES AINDA TEM DÚVIDAS PARA ESCALAR O CRUZEIRO E PEDE MUITA ATENÇÃO AO VITÓRIA
Depois da classificação épica, o Cruzeiro voltou aos trabalhos na Toca da Raposa II. Nesta sexta-feira, às 15h30, Mano Menezes começou a preparar o time que enfrentará o Vitória – domingo, às 19h, no Mineirão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar da prioridade pela Copa do Brasil, a Raposa também almeja crescer no Brasileiro, pois ocupa apenas a nona colocação, com 22 pontos. Mas Mano Menezes adiantou na entrevista coletiva antes do treino desta sexta-feira que o time titular do Cruzeiro para enfrentar o Vitória dependerá de como o grupo se apresentará na atividade deste sábado pela manhã. Depois dos relatórios passados pelo departamento de fisiologia, a comissão técnica decidirá se haverá algum poupado. Entretanto, independentemente da escalação, o treinador deixou claro que a equipe não terá vida fácil diante do rubro-negro baiano – penúltimo colocado na tabela, com 12 pontos. O exemplo citado por Mano Menezes foi o próprio revés da Raposa diante do Avaí, domingo passado, em Florianópolis, pela 16ª rodada. Na ocasião, o Cruzeiro dominou o adversário, porém não caprichou nas finalizações e sofreu o gol da derrota num lance isolado dos catarinenses no primeiro tempo.

 

EZEQUIEL, DIGÃO E ROBINHO TREINAM – As novidades em campo foram o lateral-direito Ezequiel, o zagueiro Digão e o armador Robinho. Eles participaram da primeira parte do treino com bola, que não contou com as presenças dos goleiros. Ezequiel, em tratamento de pubalgia crônica, não atua desde a derrota para o Atlético por 3 a 1, dia 2 de julho, no Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Também nessa partida, o meia Robinho sofreu lesão muscular grau dois no músculo adutor longo da coxa esquerda e conseguiu se recuperar antes do tempo previsto de seis semanas. Já Digão, contratado recentemente ao Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, jogou pela última vez no ex-clube no dia 13 de maio. Na segunda parte – sem Ezequiel, Digão e Robinho –, os suplentes foram divididos em duas equipes, que tiveram os goleiros Rafael no time de colete e Lucão/Lucas França na equipe sem colete. Arrascaeta e Sassá, com boas finalizações, foram os destaques.

 

BRUNO VICINTIM – O vice-presidente de futebol do clube, Bruno Vicintin, concedeu entrevista coletiva na Toca da Raposa II. Ele homenageou o argentino Ariel Cabral, que completou 100 jogos com a camisa celeste, e aproveitou a ocasião para passar a limpo o agitado mercado de transferências do clube. O dirigente comentou situações envolvendo as contratações de Rafael Galhardo e Messidoro e as saídas de Ramón Ábila e Lennon.

 

Rafael Galhardo – “A gente já esperava. Ele estava em fase final de cirurgia que acontece muito, vários jogadores de futebol têm. O Rafael Galhardo nos chamou muita atenção, porque ele demonstrou muita vontade de vir para o Cruzeiro, de assinar um contrato de risco e depois um contrato evoluir. Como dirigente, isso me chama muita atenção, quando o jogador quer muito vir. Ele estava em fase final de recuperação, vai fazer a fase final aqui, dando tudo certo… É uma contratação que pensamos de médio, longo prazo”.

 

Messidoro – “Ele acompanhou o jogo contra o Palmeiras, está envolvido na negociação do Ábila. Entre Cruzeiro e Boca Juniors já está tudo certo, a gente aguarda o resultado da negociação entre Boca e Huracán. Caso dê tudo certo, nós já temos o contrato assinado e vamos registrar. Caso não dê certo, o Ábila volta e o negócio é desfeito. Mas pela informação que a gente tem da Argentina, eles estão se entendendo. A gente fica aguardando”.

 

Ramón Ábila – “Na verdade, o contrato do Ábila não foi rescindido. Na negociação com o Boca, havia isso, que o Boca acertaria com o Cruzeiro e depois negociaria com o Huracán. A gente está aguardando. Caso não dê certo, ele retorna, apesar de que a gente acredita que essa opção é bastante remota. Não queremos criar falsa expectativa na torcida”.

 

Lennon – “O Cruzeiro não recebeu nada. Recebi via imprensa, apenas. Até agora não tem nada. No futebol, isso muda muito. Por exemplo, teve um jornalista que me ligou na quarta-feira perguntando do Galhardo e eu respondi que não tinha nada. Aí na sexta-feira eu comecei a conversar com o Eduardo (Uram, empresário do jogador)… Tudo no futebol muda muito rápido”.

 

INGRESSOS – A venda de ingressos para os sócios de futebol do Cruzeiro para a partida contra o Vitória já começou. Os preços variam entre R$ 10 e R$ 100. As condições são as mesmas aplicadas nos jogos anteriores. A venda para os sócios é feita sempre até seis horas antes do início de cada partida ou até que se esgotem as entradas. Os tíquetes são adquiridos pelo site www.sociodofutebol.com.br ou pelo aplicativo mobile, que pode ser baixado gratuitamente pela Google Play ou AppStore. Já a venda física terá início nessa sexta-feira, às 10h.

Deixe uma resposta

Topo