CRUZEIRO E FLAMENGO EMPATAM NO PRIMEIRO DUELO DA DECISÃO DA COPA DO BRASIL

O Cruzeiro viajou até o Rio de Janeiro neste feriado de Independência do Brasil e saiu do Maracanã com um bom resultado após empatar com o Flamengo em 1 a 1. Pelo lado time carioca o gol foi de Lucas Paquetá, enquanto o uruguaio Arrascaeta que entrou no segundo tempo deixou tudo igual pegando o rebote do goleiro Thiago. Com o placar tudo igual agora o confronto final no Mineirão definirá quem será o campeão da Copa do Brasil. Em caso de vitória de qualquer dos dois times levantam a taça e um novo empate leva a decisão para as penalidades.

 

SAIBA COMO FOI O JOGO DA DECISÃO

 

A partida começou agitada nos primeiros minutos de jogo em um Maracanã lotado de torcedores flamenguistas e muitos cruzeirenses apoiando o time mineiro como visitante. Mas o panorama em campo parecia amistoso e sem grandes chances de ambos os clubes poderem abrir o placar. O Cruzeiro chutou apenas duas vezes na área do Flamengo. Na primeira oportunidade, aos  seis minutos, quando Thiago Neves arriscou de longe e mandou por cima do gol de Thiago, sem perigo. Depois, aos nove minutos, Alisson até teve boas condições para concluir, mas bateu fraco nas mãos do goleiro flamenguista e defendeu. O time carioca arriscou mais e tentava bastante pelas pontas. Diego e William Arão acionavam Berrío e Everton na tentativa da bola aérea. Com 27 minutos, quase deu certo em um lance. Diego mandou pelo alto para Lucas Paquetá, que ganhou da zaga e cabeceou para grande defesa de Fábio. Um minuto depois, Paquetá enfiou para Berrío, que ganhou na velocidade de Diogo Barbosa, mas chutou fraco e Fábio novamente defendeu a jogada de perigo. O Cruzeiro pouco ficava com a bola. Depois de certa monotonia e sonolência, o Flamengo assustou aos 26 minutos. Em bola levantada por Diego, Willian Arão subiu mais que Murilo e desviou de cabeça. Fábio pulou no canto direito e espalmou. O Flamengo teve outra grande oportunidade com Diego, em belo chute de fora da área, isso aos 38 minutos, mas Fábio mais uma vez defendeu. E o primeiro tempo terminou sem gols.

 

 

O segundo tempo começou em ritmo bem mais lento. A primeira grande chance foi mineira, aos 12 minutos com Alisson, mas Thiago fez grande defesa e colocou para escanteio. O técnico Reinaldo Rueda quis colocar mais velocidade no time carioca e lançou Vinícius Júnior no lugar de Rodinei, deslocando Everton para a lateral esquerda e Pará foi para a direita. O Cruzeiro também fez suas alterações com Mano Menezes. Rafael Sobis recebeu o terceiro cartão amarelo e não joga no Mineirão e saiu para a entrada de Raniel. Rafinha substituiu Alisson e Thiago Neves deu o lugar para o uruguaio Arrascaeta. O Flamengo só chegou ao ataque aos 20 minutos, em tabela com Willian Arão e Lucas Paquetá, que a zaga afastou antes do chute. Rueda mexeu novamente, desta vez colocando Cuéllar no lugar de Márcio Araújo. O time carioca mantinha o domínio das ações e a posse de bola, mas concluía pouco. Quando chegava, era com perigo. Quando aos 30, não teve jeito e o Maracanã explodiu em alegria. Em cobrança de escanteio, a zaga afastou, Réver pegou o rebote de primeira. Fábio fez bela defesa, mas a bola sobrou para Lucas Paquetá, que estufou a rede abrindo o placar fazendo 1 a 0. Houve erro por parte da arbitragem, onde Paquetá estava em impedimento na hora do lance de ataque na pequena área do time mineiro.

 

OUÇA O GOL DO FLAMENGO – RÁDIO UNIVERSITÁRIA/ NARRAÇÃO – EDSON DE SOUZA.

 

 

O Cruzeiro não se abateu dentro de campo com o revés logo empatou a partida aos 38 minutos, através do uruguaio Arrascaeta que havia entrado no segundo tempo. No lance, Hudson aproveitou rebote da zaga adversária, em chute do próprio Arrascaeta, e bateu de fora da área. Thiago deu rebote e o camisa 10 oportunista chutou e deixou tudo igual. 1 a 1 no Maracanã. O Cruzeiro sentindo o bom momento quase virou na parte final novamente com Arrascaeta, que recebeu passe de Rafinha e chutou à esquerda do gol de Thiago. O Flamengo ainda tentou finalizar algumas jogadas, mas todas sem sucesso buscando a vitória que não aconteceu. Quando aos 49 minutos, o árbitro Marcelo Aparecido de Souza decretou o final do primeiro duelo da decisão pela Copa do Brasil 2017. Agora o último jogo e decisivo será no Mineirão, no próximo dia 27 de setembro e daí saíra o novo campeão do torneio nacional e uma vaga na Libertadores da América em 2018.

 

OUÇA O GOL DO CRUZEIRO – RÁDIO UNIVERSITÁRIA/ NARRAÇÃO – EDSON DE SOUZA.

 

Deixe uma resposta

Topo