CRUZEIRO VENCE CHAPECOENSE NA ARENA CONDÁ PELO CAMPEONATO BRASILEIRO

O Cruzeiro venceu a Chapecoense, por 2 a 1, na noite deste domingo, na Arena Condá, em Chapecó (SC), válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se aproximou ainda mais do G-4. Atualmente está sexta posição. O time de Belo Horizonte está apenas um ponto do Flamengo – o quinto colocado e a três abaixo do Palmeiras, o quarto. Com gols de Rafinha e Raniel, o Cruzeiro volta a campo contra o Bahia, no próximo domingo, às 19 horas, no estádio do Mineirão.

 

Saiba como foi a partida

 

O jogo começou truncado, concentrado no setor do meio-campo, com a Chapecoense um pouco mais de presença no ataque, mas sem assustar o Cruzeiro, que aos poucos passou a comandar as ações. Em um lance aos 16 minutos, Arrascaeta cobrou falta na intermediária, Túlio de Melo cortou de cabeça, para fora, e quase enganou o goleiro Jandrei. Após uma cobrança do escanteio, a bola sobrou para Rafinha, que chutou de primeira, em cima de Fabrício Bruno. A Chapecoense respondeu aos 27 minutos, em uma cobrança de falta do argentino Canteros, que Arthur cabeceou, com perigo, acima do gol de Fábio. Com muita movimentação, Arrascaeta começou a aparecer na partida e deu trabalho duas vezes seguidas para o goleiro Jandrei, em chutes da intermediária, que o arqueiro do time catarinense defendeu. Em outro lance, o uruguaio cobrou escanteio e Murilo cabeceou acima do gol. Pouco tempo depois, a Chapecoense contra-atacou com muito perigo e quase abriu o marcador, em um cabeceio forte de Túlio de Melo, após cruzamento de Apodi. Fábio fez uma defesa sensacional e colocou para escanteio, evitando o gol da equipe local. Fábio ainda fez outra importante defesa no primeiro tempo, em um chute forte, de longe, de Wellington Paulista. Melhor em campo, o Cruzeiro teve chance para marcar, em um chute de Rafinha, que Jandrei defendeu. Na parte final do primeiro tempo aos 46, Rafinha recebeu lançamento de Raniel, driblou Fabrício Bruno e chutou na saída de Jandrei, sem chance alguma para o goleiro adversário com um belo gol do Cruzeiro que foi para o intervalo em vantagem como visitante.

 

Atrás no marcador e necessitando de um resultado positivo para tentar sair da zona de rebaixamento, a equipe da Chapecoense iniciou a etapa final com uma postura altamente ofensiva e, logo no primeiro minuto, obrigou Fábio ao fazer duas grandes defesas. A primeira em um cabeceio de Túlio de Melo e a outra em um chute colocado do venezuelano Seijas. O Cruzeiro logo deu a resposta, onde retomou rapidamente o comando das ações e quase ampliou o marcador, com Arrascaeta, que recebeu passe de Henrique, de peito, mas chutou para fora. Com 18 minutos de jogo saiu o segundo gol cruzeirense. Robinho cobrou falta, Léo cabeceou para o gol e Jandrei defendeu. No rebote, Raniel chutou e marcou fazendo Cruzeiro 2 a 0. O time catarinense encontrou forças para buscar o ataque e poderia ter diminuído o placar, em um cabeceio de Wellington Paulista, que Fábio defendeu. Mas, aos 38 minutos, após cobrança de falta de Canteros, Túlio de Melo cabeceou certeiro e fez o gol de honra da Chapecoense, que tentou buscar o empate até os instantes finais, mas não conseguiu passar pel defesa do Cruzeiro. Quando aos 48 minutos, o árbitro Leandro Bizzio Marinho encerrou o duelo entre as duas equipes, na Arena Condá e o Cruzeiro garantiu mais três pontos na tabela de classificação.

 

Deixe uma resposta

Topo