CRUZEIRO É CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL 2017

A decisão da Copa do Brasil 2017 foi marcante do começo ao fim e só foi realmente decidido nas cobranças de pênaltis que garantiu o pentacampeonato ao Cruzeiro vencendo o Flamengo por 5 a 3 após os dois tempos o placar ter ficado zerado no estádio do Mineirão.

 

SAIBA COMO FOI A DECISÃO DA FINAL DA COPA DO BRASIL

 

A partida começou e o Flamengo teve a primeira chance de fazer o gol em um lance de Paolo Guerreiro, onde o peruano alegou um pênalti, mas o árbitro Luis Flávio de Oliveira não marcou e deu sequência a jogada. O Cruzeiro teve sua primeira baixa quando Raniel machucou-se no segundo minuto de jogo e o técnico Mano Menezes logo colocou em campo o uruguaio Arrascaeta. O Flamengo aos seis minutos assustou na cobrança de falta, mas Fábio atento defendeu levando perigo a meta da área cruzeirense. Os primeiros minutos foram marcados pelas equipes estudando as estratégias. Com 13 minutos, em uma jogada do Cruzeiro, Arrascaeta buscou o gol e tinha chances claras de marcar, mas no momento do lance o jogador uruguaio estava em posição de impedimento e Thiago Neves na sequência chutou na meta do gol de Muralha.

 

O Flamengo logo depois atacou na cobrança de falta de Guerreiro, mas a bola foi pela linha de fundo a meta do gol de Fábio. Com 19 minutos, o duelo passou a ficar mais truncado entre as duas equipes, mas o panorama estava equilibrado. Dois minutos depois, o Cruzeiro atacou na cobrança de escanteio, contudo, Muralha defendeu. O lance seguinte do Flamengo também na cobrança de escanteio na área do Cruzeiro e Fábio com cautela defendeu e logo repôs a bola. O jogo seguia zerado no estádio do Mineirão. O Cruzeiro assustou a defesa do Flamengo aos 25 minutos em bom ataque, mas o zagueiro Réver atento afastou o perigo. Em novo contra-ataque do time mineiro, Arrascaeta chutou e a bola foi para fora. Com 30 minutos, Thiago Neves chutou mas Muralha defendeu. O Cruzeiro pressionou em outro lance do jogo aos 35, quando Arrascaeta tentou abrir o marcador, porém houve erro na hora da finalização e o goleiro Muralha salvou o Flamengo evitando de sofrer o gol.

 

A resposta do time carioca veio na jogada seguinte, no chute de Berrío, mas a bola foi para fora. Na parte final da primeira etapa, o jogo seguia cauteloso entre Cruzeiro e Flamengo. Ainda houve uma cobrança de escanteio a favor do time carioca e Fábio pegou e deu tranquilidade a meta cruzeirense. Após dois minutos de acréscimo, o árbitro Luis Flávio de Oliveira encerrou a partida e o placar manteve sem gols ao final do primeiro tempo, no estádio do Mineirão lotado de torcedores.

 

O segundo tempo começou e aos cinco minutos, o Cruzeiro atacou após a cobrança de falta, mas o resultado não ocorreu em gol. O time de Belo Horizonte pressionava no começo da etapa complementar, após um desvio e erro do lateral Pará onde na sequência houve um momento de susto na área flamenguista, mas atento Rever afastou o perigo. O jogo seguia com boa pegada, mas o gol não saía e a pressão acontecia tanto pelos dois lados. Diego arriscou um belo chute, e Fábio defendeu. Com 22 minutos, o Flamengo apresentou grande chance em abrir o marcador, mas a bola foi para fora. O Cruzeiro buscou o gol numa cobrança de escanteio com desvio da barreira do Flamengo. O time mineiro quase abriu o placar depois de uma jogada de ataque e o uruguaio Arrascaeta perdeu uma grande oportunidade de finalizar ao gol.

 

Na parte final da etapa complementar o gol não acontecia e o panorama já retratava que o duelo da final da Copa do Brasil iria mesmo para as cobranças de pênaltis. Já aos 42 minutos, Guerreiro chutou e Fábio defendeu e o clube carioca ganhou escanteio. Logo depois, a bola passou pela linha de fundo. As duas equipes não apresentava uma boa jogada para finalizar e aos 47 minutos, o árbitro Luis Flávio de Oliveira apitou o fim do segundo tempo e a grande decisão realmente foi para os pênaltis.

 

No momento de maior emoção em campo no estádio do Mineirão, o Cruzeiro soube conduzir melhor a ansiedade e acertou todas as cinco cobranças batidas por – Henrique, Léo, Hudson. Diogo Barbosa e Thiago Neves. Já o Flamengo marcou com Guerreiro, Juan e Trauco, mas na cobrança de Diego, brilhou a estrela do goleiro Fábio fazendo uma grande defesa e garantir o pentacampeonato ao Cruzeiro e a vaga para próxima edição da Libertadores e muita festa dos torcedores no Mineirão. Com o título o Cruzeiro empatou em números de conquistas com o Grêmio pela Copa do Brasil.

 

Festa no Mineirão e em Belo Horizonte!

 

Deixe uma resposta

Topo